segunda-feira, 12 de março de 2012

Nova York inaugura o primeiro centro para idosos homossexuais dos EUA.

A cidade de Nova York inaugurou esta semana o primeiro centro de idosos nos Estados Unidos exclusivamente dedicado aos homossexuais, depois de um acordo entre a prefeitura e uma organização dedicada a melhorar a vida dos idosos dessa comunidade.
O SAGE Center, localizado no bairro Chelsea - coração de Manhattan -, faz parte de um programa de oito empreendimentos especiais lançados pela prefeitura de Nova York para melhorar a vida dos idosos da cidade.
 A cidade de Nova York inaugurou esta semana o primeiro centro de idosos nos Estados Unidos exclusivamente dedicado aos homossexuais. O Sage Center oferece programas vinculados à arte, alimentação, saúde e bem-estar. O objetivo é que os idosos homossexuais possam envelhecer com boa saúde, segurança financeira e amplo apoio da comunidade Stan Honda/AFP
"É o primeiro centro do tipo nos Estados Unidos para gays, lésbicas, bissexuais e transexuais (LGBT) idosos", indicou Christopher Miller, porta-voz do Departamento para a Terceira Idade da Cidade de Nova York.
O centro oferece programas vinculados à arte, alimentação, saúde e bem-estar, segundo o SAGE (Serviços e Apoio aos LGBT).
O objetivo é que os idosos homossexuais possam envelhecer com boa saúde, segurança financeira e amplo apoio da comunidade, de acordo com o SAGE, fundado em 1978 e com 21 filiais em todos os Estados Unidos.
Segundo a organização, os idosos da comunidade homossexual geralmente evitam procurar estes serviços por temer a discriminação e têm uma tendência a se isolar, em particular quando se encontram numa situação de vulnerabilidade, o que tem um enorme impacto em sua saúde e bem-estar.
Este primeiro centro abrange cinco distritos de Nova York (Manhattan, Bronx, Brooklyn, Queens, Staten Island) e, no momento, não há planos para abrir outros lugares similares.
Nova York abriga a maior população urbana dos Estados Unidos composta por lésbicas, gays e homossexuais, segundo a prefeitura.
Além disso, no total, a cidade conta atualmente com 1,3 milhão de idosos (numa população de 8,17 milhões de pessoas). Espera-se um crescimento de 46% neste segmento de idade nos próximos 25 anos.
Junto com o lar para homossexuais, a iniciativa da prefeitura de Nova York visando a população de terceira idade inclui um inovador centro, também apresentado como o primeiro dos Estados Unidos, para proporcionar serviços aos idosos cegos ou com problemas de visão denominado "Visions".



3 comentários:

Maria Adeladia disse...

Ricardo, excelente matéria! Todos são seres humanos e devem ser tratados com todo respeito e dignidade!

Divulguei essa matéria no facebook.

Abraços.

Janice Adja disse...

Fantástico!
Que bom saber que tem alguém preocupado com este grupo.Um dia a velhice bate a porta.
Beijos!

Professor Gilberto Cantu disse...

Quando lí e publiquei a postagens em meu blog sobre o senhor Bartolomeu lembrei do seu trabalho com os idosos.
Veja o exemplo desse senhor.
Um grande abraço.

Postar um comentário

Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.